insígnia

August 2, 2016 § Leave a comment

 “Come of Things”, 2010, Del Kathryn Barton

“Come of Things”, 2010, Del Kathryn Barton

os mundos vivem na perplexidade das fadas e dos príncipes
encantados

é na subtileza das flores mágicas que se desenha o encantamento que nos leva até lá

quer isto dizer, que a magia dos sonhos cresce dentro das pessoas
e que umas viajam até dentro das outras com os braços carregados de flores
e que por isso não existimos, imaginamos apenas

e árvores residem dentro de barrigas gigantes

só recuando muito,
muito até lá atrás, conseguimos tocar a realeza,
trazer pela mão até cá fora o mundo despido

e quer isto dizer que somos prevaricadores
e que muito digo fora dessa barriga

que ainda que visite, ame e me enleve,
jamais permanecerei por premissas alheias,
trarei flores desses lugares para decorar meus fundos turvos,
de poder acontecer calcar canteiros entre as deslocações,
exterminar espécies raras

depois condenar-me por isso

de viajar carregada de cestos,
ter os pés arrastados de raizeiros,
entardecer de mãos dadas com o Sol,
esquecer o caminho de abrir os olhos e de regressar

e doer-me tudo por dentro
como um parto incurável e iminente

como a perfeição
e os ossos

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading insígnia at Lector.

meta

%d bloggers like this: