domes-ti-cidades

November 10, 2017 § Leave a comment

stoker

stoker


nos dias de mendicidade
limito-me a fazer barrelas do passado
a limpar os vidros do futuro
a requentar o presente com o lume dos outros

dedico-me a domar-me pela tua cidade

com os bichos ao peito
fazer-lhes festas com o pé
lamber-lhes o pelo com o sexo
dar-lhes de mamar a minha língua

estou de passagem
pelas pequenas grandes humidades alheias

prosseguir é masturbar-me com o tempo na aspiração do espaço varrido da casa

como tal, nos dias miseráveis
limpo as cinzas dos cigarros que não fumo
faço nuvens para regar os vasos

mendigo-me
e dou-me esmolas
venho-me no pó e nas sopas da má catadura

Advertisements

Where Am I?

You are currently viewing the archives for November, 2017 at Lector.